close
Hoje é o Dia Internacional da Mulher!
Este ano quero falar do site de Rita Ferro Rodrigues e Iva Domingues, “Capazes”.
Um nome inspirado na Música da rapper portuguesa Capicua.
Um site que nasceu para contribuir para a igualdade de direitos e deveres 
entre homens e mulheres.
Um plataforma feminista que pretende alertar para os temas como a igualdade salarial, cargos de chefia, violência doméstica e tantas outras realidades que pretende influenciar.
Aqui encontra entrevistas, crónicas,  testemunhos e histórias de mulheres e figuras publicas que pretendem ajudar na luta pela afirmação da mulher portuguesa e contribuição para um mundo melhor.
Aqui os homens também podem escrever sobre as mulheres e foi 
José Diogo Quintela o primeiro a fazê-lo. 
AQUI fica o artigo para o caso de ainda não ter lido.
Leia também, o testemunho de uma anónima  sobre violência doméstica e que concordo a 100,200,300…%.
Espero que estas palavras dêm força a muitas adolescentes e mulheres!
 Nunca se deixem subjugar por ninguêm, sejam eles maridos, namorados, patrões, colegas, familiares, filhos ou amigos.
O respeito é fundamental em qualquer relação.
Parabéns às “Capazes” por terem tido esta iniciativa, a todas as pessoas que aqui escrevem testemunhos incríveis e alguns até arrepiantes e parabéns a todas as Maria Capazes desta vida.
Espero que um dia possamos todas ser Maria Capazes!
Força! Sem Medos!

“A nós ninguém nos põe a pata em cima.
A nós ninguém nos diz para fazer isto ou aquilo. Ninguém nos obriga a vestir uma roupa ou a usar uns sapatos. A dizer algo ou a ficar caladas. A baixar os olhos ou a aceitar uma decisão.
A nós ninguém nos põe a pata em cima. Ninguém nos amordaça ou ata as mãos. Nos cala ou sufoca. A nós ninguém nos tira a liberdade. De escolher, de dizer não, nunca mais, nem que peças perdão. Nem que chores de arrependimento. Basta uma vez. Basta uma vez que tentes pôr a pata em cima. Animal.
Basta que digas uma vez. Que ameaces uma vez. Não queremos saber se foi da boca para fora. Essa é a desculpa do costume. A bebida. O stress. O “fora de mim”.
A nós ninguém nos põe a pata em cima. Animal.
Nós não vamos acreditar mais que os podemos mudar. Nós não vamos mais dar mais uma oportunidade. Nós vamos acabar com isto. Vamos passar palavra e dizer às outras que somos capazes. Que sou CAPAZ. Capaz de dizer “não”. Capaz de dizer que queremos que te vás embora. Animal. Que queremos que não voltes. Que não te queremos. Que gostamos de nós como somos. Que somos mais fortes. Sim, mais fortes, mais poderosas, mais ricas, mais bonitas, mais importantes, mais tudo. E que ninguém… ninguém nos põe a pata em cima. Animal.
Basta. Basta uma vez para que baste. Para que se diga imediatamente “não”! Não é preciso sequer que levantes a voz. Se levantares a voz saberemos que és capaz de levantar a mão… E a nós ninguém nos põe a pata em cima.”

(respectivo artigo do site AQUI)

Deixe uma resposta