close

Como sabe estive uns dias de férias com o meu marido e alguns amigos em Cuba. Como não há voos directos para Havana resolvemos, com um dos casais amigos que foram connosco de Lisboa, ficar 3 dias em Miami. Eu e o meu marido estivemos lá com o nosso filho há cerca de 4 ou 5 anos mas como os nossos amigos não conheciam e Miami fica a cerca de 1 hora de Havana, achamos que valia a pena ficar lá. Até porque, na altura tínhamos adorado Miami e por isso não nos importamos nada voltar :)))))))

Voltámos a adorar e até com pena de não termos ficado pelo menos mais um dia, para não ter sido tudo a correr.

Como em Miami e em Cuba é Inverno nesta altura mas habitualmente com temperaturas amenas e até com as máximas muitas vezes a rondar os 26 e os 28, 30 graus, não quisemos fazer praia em Miami porque até não estava muito calor e também para não perder muito tempo porque afinal só tínhamos 3 dias, então resolvemos deixar a praia para Cuba. Infelizmente apanhámos duas frentes frias e nem em Cuba tivemos dias de calor. Os únicos 2 dias de praia, em Havana na praia de Santa Maria e no Cayo Jutias, não foram fantásticos! Tivemos azar com o tempo mas nem por isso deixámos de ter umas óptimas férias. Até porque com amigos acaba por ser tudo mais divertido e a verdade é que adorámos as férias que juntaram amigos portugueses, espanhóis e cubanos.

Hoje, neste primeiro post vou mostrar apenas algumas fotos de Miami Beach, o hotel e os passeios por lá. Ainda haverá outros posts com a cidade de Miami e os Florida Keys onde fomos passear um dia. E claro, não pode perder os posts de Cuba :))))))

Esteja sempre atenta!

Espero que goste.

 

Shore Club, South Beach Hotel

 

Miami Beach

Tags : AmigosCubafriendsI Dress Your Style ViagensMiamiMiami BeachShore Club MiamiShore Club South Beach HotelThe Shore Club MiamiViagem Miami e CubaViajar com amigos

2 Comentários

    1. Olá Manuela, como não sei se consigo publicar os posts de Cuba até ir embora, aqui ficam algumas dicas, prepara-se porque é uma cidade muito peculiar que tal como ouvimos dizer, parou mesmo nos anos 50.
      Percebemos que até à revolução viveu-se muito bem, a nível arquitectónico foi o máximo, vemos palacetes e casa lindas mas infelizmente agora, a maioria está muito degradado. Infelizmente vemos muita pobreza e a maior parte das pessoas vivem em péssimas condições. Atenção porque muitas aproximam-se de nós e metem conversa e querem fotos e fazem-no só por dinheiro. Cuidado com isso!
      Mas apesar de tudo há um encanto na cidade que nos leva sempre a viajar pelo tempo e até a esses tempos áureos.
      A nível cultural é uma cidade muito interessante com imensas coisas para ver.
      Obrigatório passear por La Habana Vieja e aqui tem de visitar o Capitólio, o Gran Teatro de La Habana, a praça velha, a praça as armas, a Catedral na Plaza de La Catedral (aqui tem as “mãe de santo” se quiser ler as cartas, muito comum por lá :)))))) mas se não quiser tem de tirar pelo menos umas fotos com elas), aqui perto tem de visitar a La Bodeguita del Medio, um bar/restaurante típico (turístico mas vale a pena ir ver) com música cubana onde antigamente iam figuras ilustres, assim como não pode deixar de beber um daiquiri ou um Mojito na La Floridita, onde antigamente era lugar assíduo do escritor norte americano Ernest Hemingway (turístico mas para mim o melhor daiquiri com sumo de fruta natural).
      Tem a Estatua de Camões perto da Universidade de San Gerónimo e perto do hotel onde Hemingway ficava hospedado, e também perto do café onde Eça de Queirós ia quando foi Cônsul em Havana.
      Tem de passear pelo Paseo del Prado, onde foi o famoso desfile da Chanel em 2016 :)))))), não pode deixar de ir ao rooftop do hotel Kempinski pela fantástica vista, recomendo ir ao final do dia porque ainda é dia e já com as luzes da cidade todas acesas).
      Pode fazer a Calle San Rafael e ir até ao restaurante Paladar San Cristobal, um restaurante típico onde almoçamos.
      Almoce também no O’Reilly 303 ou no El de Frente que é do mesmo dono e fica mesmo à frente, não são típicos mas são cool e come-se bem e também tem bons daiquiris ;))))))
      Tem de passear pelo Malecón que é um paradão com cerca de 8 quilómetros. Nós não fomos ao mercado dos artesãos porque estava fechado mas vale a pena, E tem o terminal de São Francisco na Praça de São Francisco.
      Tem de fazer um passeio de 1, 2 ou 3 horas nos carros antigos, vale a pena. Peça para visitar o Bosque, para fazer a quinta avenida deles com casarões e ir até à zona onde são as residências das embaixadas, em Miramar.
      Visite a Praça da Revolução, claro.
      Se tiver tempo, pois não sei quantos dias vai ficar em Havana, visite a Marina Hemingway e uma zona aqui perto, a Fusterlandia, um projecto de Jose Fuster, um artista cubano onde tem lá a sua casa estúdio, uma zona que se transformou numa comunidade. Por aqui todas as casas são em azulejo e com murais fantásticos!
      Em Vedado também tem o Cemitério de Cristóbal Colón, um dos cemitérios mais importantes do mundo, cheios de imponentes memoriais e mausoléus, entre os túmulos mais populares está a La Milagrosa, se quiser ir lá deixar uma moeda e pedir um milagre ou qualquer coisa, nós fomos ;))))))).
      Em relação aos Museus,. nós fomos ao Museu das belas artes ver a exposição dos artistas cubanos, porque também tem outro edifício com a exposição dos artistas internacionais. Vale a pena ver o Museu das Artes Decorativas que não fica em Havana Velha mas no bairro onde nós ficamos hospedados em Vedado.
      Não perca a FAC, Fábrica de Arte Cubano, também em Vedado, penso eu, se não é, é lá perto e é uma antiga fábrica com exposições, bares, música e tem um restaurante giro onde fomos, (a nível de comida médio) o Tierra. Aqui ao lado também tem um restaurante mais fashion, onde fomos, o El Cocinero. Não pode deixar de jantar no restaurante Paladar La Guarida, lindo e óptimo.
      Como não íamos para nenhuma praia como Varadero ou os famosos Cayos Largo ou Coco, fomos à praia perto de Havana que é a Praia de Santa Maria. E optámos por visitar Viñales, na montanha, Aqui ficamos 2 dias e fomos ao Cayo Jutias que fica a cerca de 60 km, lindo mas com uma estrada péssima, vale a pena toda a experiência :))))))
      Nós apanhamos um péssimo tempo, duas frentes frias espero que a Manuela tenha melhor sorte.
      Atenção aos taxis, tem de negociar preços antes de os apanhar, sejam as motas os carros antigos ou os mais recentes.
      Não sei onde vai ficar hospedada mas como nós ficamos em Vedado, num boutique hotel o Reserva Vedado, precisávamos sempre de taxi e foi sempre complicado!!!
      Visite o Hotel Nacional, o mais famoso de Havana, caso não fique lá.
      Espero ter ajudado, um grande beijinho, boa viagem e divirta-se muito,
      Alexandra Carmona

Deixe uma resposta