close
A semana passada fui uns dias de férias a Paris.
Embora eu durante os 10 anos que tive loja tenha ido a Paris quase todos os meses, e agora ainda vá de vez em quando em trabalho, as minhas viagens são sempre curtas, de um dia para o outro e portanto,
só mesmo trabalho. 
Já não sabia o que era passear por Paris e usufruir de todas as coisas boas, monumentos, restaurantes e cafés, avenidas, bairros e zonas cool, que aquela cidade tem.
A última vez que lá estive de férias foi quando fui à Disney com o meu filho, há uns cinco anos e aproveitamos um dia para lhe mostrar a Torre Eiffel e o Arc de Triomphe até ao Champs Elysées com uma passagem muito breve pela Avenue Montaigne :))))))), e uma outra vez quando era miúda e tinha 18 anos.
Nesta altura sim, conheci muito bem Paris e foi divertidíssimo!
A verdade é que estes dias souberam muito bem, serviram para descansar, comer bem, algumas comprinhas ;))))))  e rever tudo novamente…Louvre, Musée d’Orsay, Opéra, Madeleine, Notre-Dame, Centre Pompidou, a zona de Montmarte com visita obrigatória à Basilica Sacré-Coeur e descida até à Place Pigalle para ver o cabaret Moulin-Rouge, Invalides e Torre Eiffel, Arc de Triomphe, Champs-Elysées, Place de la Concorde, Place Vendôme…destaco duas zonas que adorei Marais e Saint-Germain de Près, zonas óptimas e mais alternativas para o mundo da moda, com cafés e restaurantes giríssimos, onde, para a próxima, vou preferir ficar. :)))))
O meu hotel era ao lado da Rue Saint-Honore, o que foi bom para umas comprinhas e visita à famosa loja Colette, um ícone do mundo trendy e, não muito longe da Boulevard Haussmann, o bairro das compras onde se encontram as famosas Galerias Lafayettes e Printemps.
Fui a dois restaurantes giros, tendência, o L’Avenue, na Avenue Montaigne e o Market, na Avenue Matignon e, com grande pena minha, não consegui marcar para o Le Comptoir, nem para o La Societé, ambos em Saint-Germain de Prés.
Por último, adorei relembrar o Marché aux Puces, uma zona de mercados de antiguidades, velharias, moda retro, peças vintage, acessórios e arte à mistura com feira de rua.
A não perder se for até Paris!

Deixe uma resposta